Por que a oncologia é um braço da geriatria

Por que a oncologia é um braço da geriatria

“Quando se trata de câncer, a idade é um fator de risco não modificável: traduzindo em números, acima dos 65 anos, a chance de ser diagnosticado com a doença aumenta 11 vezes. Em palestra proferida no VII Congresso Internacional de Oncologia Rede D´Or, realizado semana passada no Rio de Janeiro, o geriatra José Elias Soares Pinheiro, ex-presidente da SBGG (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia), enfatizou que, de todos os casos de câncer no mundo, 70% ocorrem em pessoas idosas. “Entre 60 e 79 anos, um em cada quatro homens vai desenvolver uma doença neoplásica. Entre as mulheres, uma em cada três, o que reforça a necessidade urgente de mudanças nas políticas públicas voltadas para a prevenção e o diagnóstico precoce, já que mais de 70% dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde”, afirmou.”

“Apenas lembrando que, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil tem 30 milhões de idosos, isto é, gente com mais de 60 anos. Acima dos 80, são 4 milhões – e há quase 30 mil centenários! No entanto, apesar da prevalência do câncer entre os mais velhos, eles não são o foco nas especialidades que compõem a oncologia. Daí a importância do artigo “Todos os oncologistas são oncologistas geriátricos… Eles apenas ainda não sabem disso” (“All oncologists are geriatric oncologists… They just don´t know it yet”), do médico Stuart Lichtman, do Memorial Sloan Kettering Cancer Center.”

Acesse a notícia completa no Portal do G1

Leave a Reply

Your email address will not be published.

1
Olá. se você deseja agendar uma consulta no ambulatório, você pode nos acionar pelo WhatsApp.

Nosso canal de WhatsApp é exclusivo apenas para o ambulatório.
Powered by